Causas, sintomas e tratamento da cefaleia. Abordamos os tipos de cefaleia primária e secundária, cefaleias explosivas, agudas, subagudas e crónicas, cefaleia em salvas e cefaleia tensional. Tratamentos naturais, médicos e alternativos.


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Antidepressivos no tratamento das cefaleias

Mais de 20 diferentes tipos de antidepressivos existem, divididos em várias classes (tricíclicos, inibidores da MAO, inibidores da recaptação de serotonina, serotonina e noradrenalina, serotonina e dopamina) porém poucos são sabidamente eficazes no tratamento das cefaleias. A medicação mais usada e com comprovação científica mais ampla é a AMITRIPTILINA, um antidepressivo tricíclico, cujos principais efeitos colaterais são sonolência (útil para pacientes com insónia), e boca seca.
É uma medicação utilizada para depressão, vários tipos de dor, Apoio: ansiedade, insónia, síndrome do cólon irritável e fibromialgia.
Outros antidepressivos são usados para o tratamento da enxaqueca, cefaleia do tipo tensional e cefaleia crónica diária, porém apenas os tricíclicos tem sabida eficácia. OS antidepressivos são : - ORTRIPTILINA, IMIPRAMINA, DOXEPINA (classe dos tricíclicos);
- FLUOXETINA, CITALOPRAM, SERTRALINA, PAROXETINA, FLUVOXAMINA (classe dos inibidores da recaptação da serotonina);
- BUPROPRION, AMINEPTINA (inibidores da noradrenalina e dopamina); MIRTAZAPINA, NEFAZODONE, VENLAFAXINA, ROLIPRAM (inibidores da recaptação da noradrenalina) FENELZINE, TRANILCIPRAMINE (inibidores da MAO).
Recentemente foi lançada a medicação antidepressiva DULOXETINA, com acção equilibrada de dois neurotransmissores: a serotonina e a noradrenalina, os resultados são promissores.
Índice dos artigos relativos a Cefaleia

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL